Agroecologia para melhoria dos meios de subsistência e sustentabilidade ambiental

Agricultura Familiar / Sul De Mali

A pobreza é endêmica no sul do Mali, onde as atividades agrícolas são extremamente precárias e afetadas adversamente pelas mudanças climáticas, e há uma necessidade urgente de adaptar as práticas agrícolas.

NOSSO IMPACTO

icon-farmers.png

5.672

AGRICULTORES ENVOLVIDOS

icon-beneficiaries2.png

10.004

BENEFICIÁRIOS

icon-trees2.png

76.546

ÁRVORES PLANTADAS

grain2.png

194%

MELHORIA DA PRODUTIVIDADE DAS CULTURAS

Nosso trabalho

Administrado pela Fundação e em parceria com o GERES, o programa promoveu práticas sustentáveis em 28 comunidades do distrito de Yorosso, no sul do Mali. O objetivo também era criar condições para melhorar a resiliência de comunidades agrícolas vulneráveis por meio do acesso à tecnologia e adubos orgânicos. Complementando o trabalho realizado por um centro de serviços agrícolas existente com infraestrutura funcional, o programa focou em testar e adaptar práticas agroecológicas, como microirrigação, manejo do uso da terra, plantio de árvores, energia renovável e insumos orgânicos. O programa também forneceu aos agricultores vulneráveis equipamentos e sementes específicos, treinamento e capacitação para garantir uma melhor produtividade utilizando e preservando os recursos naturais. Foi dado ênfase no empoderamento das mulheres, visando suas cooperativas e fornecendo treinamento, compartilhamento de experiências, equipamentos e ferramentas de monitoramento.

Principais impactos

Foram distribuídas 320 toneladas de adubos orgânicos através do programa, e milhares de agricultores receberam equipamentos para ajudá-los a desenvolver práticas sustentáveis. Os produtores têm acesso ao “centro agroecológico”, situado no centro da comunidade de Karagorola, e devem assegurar a transmissão contínua dos conhecimentos adquiridos e a manutenção adequada dos equipamentos. Além disso, com o objetivo de combater o desmatamento no distrito de Yorosso, foi realizada uma campanha de plantio de árvores, com mais de 76.546 árvores sendo plantadas, e um piloto, cujo objetivo era implementar fogões melhorados, foi realizado por um grupo de dez mulheres. 

Graças aos aumentos posteriores de rendimento, as culturas anteriormente destinadas ao consumo das famílias, como cereais e vegetais, também foram comercializadas nos mercados locais para gerar mais dinheiro para as necessidades básicas, bem como para despesas com saúde e educação.

Sobre nosso parceiro

ldf-logo-GERES.png

A GERES (Groupe Energies Renouvelables, Environnement et Solidarités) é uma associação francesa sem fins lucrativos que visa preservar o meio ambiente, limitar as mudanças climáticas e suas consequências, reduzir a pobreza energética e melhorar as condições de vida.

Duração do projeto

2015 - 2017

 

DEPOIMENTO

A utilização de um fogão de cozinha melhorado reduziu meu consumo de lenha pela metade. A receita que recebo com o cultivo de vegetais e a produção de fogões melhorados para as mulheres da minha comunidade me permite ser uma mulher independente e dar educação aos meus filhos.

AWA

Produtora de vegetais do distrito de Koury